MISSÃO CUMPRIDA…

A CORRUPÇÃO NA IGREJA
junho 19, 2017
CONFIE NO SENHOR
junho 23, 2017

Em I Pedro 4 : 17 a Palavra diz “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus?

Como podemos chegar ao fim de nossas vidas, olhar para trás, e termos a sensação do dever cumprido? De que a missão a qual o nosso Deus nos confiou, foi claramente e fielmente cumprida.

Muitas  vezes esquecemos que o tratamento ao qual dedicamos ou dispensamos aos nossos  cônjuges e filhos, são sementes, cujos frutos, iremos colher no futuro.

A Bíblia é o nosso manual de sobrevivência nesta selva que se chama Terra.

Nós não pertencemos a este mundo, pertencemos a uma nova terra, a um novo céu, pertencemos a Deus.

Mas, qual o tipo de semente que está sendo plantada?

-Sementes do amor ou de discórdia?

-Sementes de paz ou de guerra?

-Sementes da alegria ou da tristeza?

-Sementes da aproximação ou do distanciamento?

-Sementes de compromisso ou descaso?

-Sementes de doação ou de egoísmo?

Como me dói na alma, ver nos noticiários, pais que desprezam, agridem, abandonam seus filhos.

Como me dói na alma, casamentos destruídos pelas pedras de tropeço que o próprio marido ou esposa trouxeram para dentro do seu lar.

Como me dói na alma, famílias inteiras sem propósito com Deus, vivendo ao vento, sem rumo, sem direção.

Amados leitores, como vocês querem ser lembrados?

Seremos cobrados por Deus por cada passo, cada palavra, cada atitude, cada ação ou omissão que tivemos.

Deus é misericordioso e disto não temos dúvidas; mas ele é fiel ao que diz em Sua Palavra.

Mesmo sentindo dor por alguns não cumprirem os propósitos que Ele determinou para suas vidas e famílias, fará justiça. O fogo eterno é para aqueles que não vivem nos caminhos do Senhor.

Mas não é isto que Ele quer, Ele quer a salvação de sua família, Ele quer a salvação de sua vida.

Ao agirmos como pais displicentes e inconsciente do nosso papel, estamos gerando para o futuro, filhos distantes dos caminhos de Deus. Quando
chegarmos ao fim de nossas vidas, como seremos lembrados?

Como o amado leitor quer ser lembrado? Como pai, mãe, marido, esposa, membro de sua igreja…

Sejamos  lembrados como verdadeiros adoradores. Exemplos de servos fieis a Deus, deixando um legado de amor e temor ao Senhor.

Deus abençoe as vossas vidas e famílias.

Prs. Alexandre e  Rosileni Mansano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *