Compartilhe

Descobrindo o Propósito

Mas Não Fuja do Processo

Todos nós ao nascermos e ao nos desenvolvermos aqui na terra, carregamos em nossas mochilas espirituais um propósito a ser cumprido. Propósito este definido pelo próprio Criador.

Quando olhamos para a Palavra, encontramos Deus realizando promessas, cumprindo propósitos, estabelecendo e realinhando vidas exclusivamente para que o propósito seja realizado.

Quando olhamos para Jesus vemos estas verdades descortinadas claramente diante de nós, quando em João 6.38 Ele diz “Porque Eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas daquele que me enviou”  e em João 5.36 “ Mas eu tenho um testemunho maior do que o de João, porque as obras que meu pai me deu para realizar, essas obras que eu faço testemunham de mim, que o pai me enviou”.

E qual era o propósito de Deus em enviar o Senhor Jesus?

– Era Ressuscitar os mortos? Como fez com Lázaro ou como ressuscitou o menino filho da viúva.

– Era Curar os enfermos?

Com certeza não, o propósito estabelecido por Deus era muito maior do que isso, Ele não precisava enviar Jesus para realizar estes feitos.

O propósito de Deus podemos assim dizer está escrito em João 10.10 “Eu vim para que tenham vida e vida em abundância”. Esse era o propósito, a salvação eterna da nossa alma, a reconciliação com Deus.

Trazendo para nossa vida, creio que o maior desafio que temos hoje não é saber o propósito, mas estarmos prontos e suportarmos o processo para alcançar os propósitos.

Entendam amados leitores que para se alcançar o propósito existe um processo e muitas vezes esse processo é doloroso, demorado e possuidor de caminhos com aclives e declives.

Penso que Deus não nos revela o processo, pois se assim o fizesse, muitos não iriam querer prosseguir devido as dificuldades encontradas.

O propósito de Deus para Jesus foi a cruz e finda com as palavras “está consumado”, vejo muitos pregadores dizendo que a morte de Jesus trouxe festa no inferno, mas são fundamentos infundados, pois o diabo queria impedir Jesus de chegar até a cruz, no momento em que ecoou no mais profundo do abismo, os céus bradaram e o véu foi rasgado, cumpriu-se as escrituras e os princípios estabelecidos, pois houve uma nova chance do homem retornar para o céu.

Assim também as nossas vidas devem ser vividas de maneira a glorificar a Deus cumprindo os planos Dele para cada um de nós.

O nosso problema é que queremos as promessas de Deus, cumprir os planos de Deus, mas não queremos passar pelo processo.

Se você desejar um aprofundamento nesse estudo nos escreva, termos muitas alegrias no senhor em lhe ajudar nesta caminhada.

Em Cristo,

Pastor Alexandre Mansano


0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.