É PRECISO OBEDECER

Família um projeto de Deus!
maio 5, 2018
Valorizando a Família! Prestando Conta.
maio 19, 2018

 

Então Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. E todo o povo se chegou a ele; e restaurou o altar do SENHOR, que estava quebrado.E Elias tomou doze pedras, conforme ao número das tribos dos filhos de Jacó, ao qual veio a palavra do SENHOR, dizendo: Israel será o teu nome.E com aquelas pedras edificou o altar em nome do SENHOR;” I Rs 18:30-32 a

 Há coisas que praticamos por pura obediência.

Um exemplo: Todos os meses recebemos a conta de energia elétrica em casa para pagar. Não conheço uma só pessoa que se levante pela manhã, olhe-se no espelho, penteie o cabelo (se tiver…), sorria, e diga alegre e feliz: “Hoje vou pagar a conta de luz, porque estou com vontade de fazê-lo”.

Ou então: “Estou com uma vontade enorme de pagar a conta de luz! Ah! Nunca senti, antes, tanta vontade de entregar o meu dinheiro para a companhia elétrica que, tão amavelmente, me presta esse serviço!”.

Você está rindo porque sabe que quase todos nós deixamos esses pagamentos para a última hora, justamente porque não é uma coisa que “temos vontade” de fazer.

E no entanto, pagamos, não é verdade?

Pagamos, porque sabemos que, se quisermos continuar a receber o benefício, temos de cumprir essa responsabilidade. Não é questão de “ter vontade”, mas de obrigação.

Amados, quando lemos a Bíblia, observamos as consequências dos atos de vários de nossos irmãos tanto no Velho Testamento, quanto no novo testamento concernente a OBEDIÊNCIA OU DESOBEDIÊNCIA.

 Na Passagem lida em I Rs 18 vimos que o povo andava em desobediência, e Elias por ser um profeta do Senhor e obediente as ordens de Deus, Foi atendido em seu clamor e o povo se voltou novamente para Deus.

Mas eu quero me ater a pessoa de Jesus Cristo, o nosso maior exemplo de obediência.

Lc 22.42-44 “Dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua. E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia. E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão.”

Entendemos esta oração desta forma : JESUS estava falando que se houvesse qualquer outro caminho pelo qual os pecadores pudessem ser salvos, que fosse revelado esse caminho naquele momento. O céu silenciou, porque não havia outro caminho.

A Redenção

Eu não creio que o sofrimento de Cristo no Jardim foi parte de sua obra redentora.

Pois a redenção foi realizada durante as três horas de escuridão na Cruz.

Mas no Getsêmani foi uma antecipação do Calvário. Porque ali, o mero pensamento de contato com nossos pecados causou o sofrimento mais agudo para o Senhor.

Sua obediência as ordens de Deus fez com que ele se entregasse pelos nossos pecados.

Mesmo sabendo da dor que sentiria, pois ele naquele momento nos mostra sua perfeita humanidade devido a sua agonia que acompanhou a sua angústia.

Diferentemente do texto lido na abertura da ministração onde Deus usa o Profeta Elias para que o povo se voltasse novamente para ELE, desta vez, é o próprio Filho de Deus que veio em forma humana para levar o povo de volta a Deus.

Deus não atende o pedido de Jesus. Pois não havia outra forma de salvar a humanidade, senão pela sua morte na cruz.

Jesus estava sendo humano, sofrendo a angústia anterior a crucificação.

Ele sabia que para redenção da humanidade, não tinha outra saída, ou ele obedecia o plano de Deus, ou a humanidade seria condenada a morte eterna.

Sabe amados, quando vemos o verso de número 43, aprendemos que Deus muitas vezes não atende o nosso pedido, pois o seu plano é muito maior.

Ele envia um anjo para nos fortalecer durante as provações.

E faz com que passamos por dentro do olho do furacão, para que venhamos a cumprir os seus propósitos em nossas vidas.

A Obediência

A obediência nos leva a patamares tão alto amados, que não só somos grandemente abençoados, mas também abençoamos as pessoas que nos rodeiam.

Acompanhe comigo o que diz em Fp 2. 5-12 ”De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;  E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai”.

Cristo se humilhou e foi obediente até a morte.

Ser obediente até a morte significa que Cristo obedeceu até o fim.

O filho de Deus, passou por tudo isso por amor a todos nós, para que aprendamos a ser obedientes a Deus.

Ele nos ensinou que devemos erguer o altar da obediência e cumprir os propósitos de Deus em nossas vidas.

Lembrem-se amados irmãos. Jesus morreu, MAS ressuscitou e foi glorificado junto ao Pai. Quando estamos dispostos a “morrer para NÓS mesmos, morrer para o mundo, então ressuscitamos para Deus. Ressuscitamos para a vida. E nada se compara a glória de Deus sobre nós.

Seja obediente assim como Jesus.

Pr. Alexandre e Esposa pastora. Rosileni Mansano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

 


E receba Ebooks bíblicos para fortalecer a sua fé.

 

Assinado com sucesso!