O  PODER  DO  ESPÍRITO SANTO

Certa noite, depois de um sermão sobre o batismo do Espírito Santo, um ministro evangélico veio ao púlpito e disse ao pastor: “Necessito desse poder e desejo que o senhor ore por mim neste sentido.” O ministro disse: “Ajoelhemo-nos agora mesmo”; e assim fizeram.

Algumas semanas depois encontrou um senhor que tinha sido testemunha ocular do acontecido, o qual lhe disse: “Lembra-se daquele ministro em Nova Bretanha que lhe pediu que orasse por ele para receber o Espírito Santo? Pois esse ministro voltou à sua igreja e agora todos os domingos o seu salão de cultos se acha repleto, vendo-se no auditório muitos jovens, e as conversões são em grande número.” Ele tinha evidentemente recebido o batismo e o poder do Espírito Santo.

IMPEDINDO  O  ESPÍRITO  SANTO

O Sr. Finney fala-nos de uma senhora que durante dias orou fervorosamente pelo batismo do Espírito Santo, sem receber resposta. Afinal, orando uma noite, levou a mão à cabeça, arrancou um adorno que sempre a estorvava na ocasião de orar, e lançou-o fora. Imediatamente ela recebeu a bênção pela qual tanto suspirava. Aquele enfeite, que parecia uma coisa de nada, era o impedimento da grande bênção.

CONSELHO  SÁBIO

Um homem encontrou as janelas de sua casa cobertas de gelo e procurou tirá-lo cortando os vidros.

– Que faz aí?, perguntou-lhe o vizinho.

– Estou quebrando o gelo, porque não posso ver através destes vidros.

Vendo o vizinho como era lento e duro este trabalho, disse-lhe: –  Põe fogo, porque, esquentando a habitação, o gelo desaparecerá por si mesmo.

Sábio conselho. Se temos ficado frios de coração, por causa da incredulidade e da frivolidade que nos rodeia, não procuremos em vão livrar-nos do gelo por esforços próprios, mas peçamos ao Senhor sabedoria e o fogo necessário e espiritual para o nosso coração, e então desaparecerá o gelo. – A Revista Homilética.

O  ESPÍRITO  SANTO  MORA  NO  CRENTE

Um pastor entrou numa casa uma noite e a luz era muito fraca porque o vidro do foco estava sujo. Tomando um trapo de pano molhado, ele lavou o vidro e a luz se fez sentir mais forte e brilhante. Para que o foco dê melhor luz é necessário que se limpe diariamente.

É possível que a luz seja muito boa dentro do foco, porém, quando o foco está sujo, ela não brilhará por fora. Assim é com a luz da vida cristã. O Espírito Santo entra no crente quando se converte, para morar ali, procurando manifestar o Seu poder, brilhar na vida e alumiar o caminho para os que vivem em seu derredor.

Muitas vezes, porém, o Espírito Santo não pode fazê-lo devido as manchas da vida. É preciso que o cristão tenha cuidado para não manchar o seu corpo que é morada do Espírito, porque o Espírito não poderá brilhar por meio de seus feitos.

NÃO  ENTRISTEÇAIS  O  ESPÍRITO  SANTO

Certa ocasião, um homem dono de uma formosa casa convidou a um de seus amigos para morar com ele. Preparou-lhe um quarto especial e deu-lhe lugar em sua mesa. Mais tarde encontrou outro homem que também o agradou muito e também o convidou para viver consigo. Dirigiu-se ao que o convidara primeiramente e perguntou-lhe se o estrangeiro podia ocupar o mesmo quarto que ele ocupava. Um pouco mais tarde, o primeiro hóspede teve que ceder sua cama ao outro e depois o lugar na mesa. Não nos admirará dizer que o primeiro convidado se entristeceu e se sentiu humilhado por tal depreciação.

Muitos homens têm entristecido o Espírito Santo, o Hóspede bendito do seu coração, dando preferência às coisas do mundo. Tenham cuidado quando o mundo começa a lutar contra o Espírito Santo para possuir o seu coração. Não dêem lugar ao mundo em seu coração para que não venham a entristecer O Espírito, nem o humilhem a tal ponto que Ele não se manifeste mais em sua vida. Para que o Espírito Se mostre com poder em sua vida deve ter o primeiro lugar e deve, também, ser apreciado sobre todas as coisas.

CONTESTAÇÃO  SÁBIA

Uma senhorita da Escócia, durante os dias da perseguição, dirigia-se, num domingo, para o lugar de culto, quando encontrou uma companhia de cavalaria, inimiga dos cristãos, cujo chefe lhe perguntou para onde ia. Nesse momento ela se recordou da promessa de Cristo, que prometia ensinar-lhe o que deveria falar. Pediu em silêncio que o Espírito Santo desse a confirmação de tal promessa e repentinamente lhe vieram estas palavras à mente: “Estou a caminho para casa de meu Pai; meu Irmão maior morreu; Seu testamento será lido hoje e eu tenho interesse nele.”

O chefe de armas deu permissão que a senhorita seguisse o seu caminho, expressando o desejo de que ela recebesse uma porção rica do testamento do seu Irmão mais velho. – C. Perren.

O  PODER  DO  ESPÍRITO  DE  CONVENCER  DO  PECADO

Na igreja de Chicago Avenue os diáconos estavam inquietos porque havia tão pouco movimento por parte dos inconversos, tão pouco convencimento do pecado nos cultos de reavivamento, que eles resolveram ter reuniões de oração para que Deus mandasse o Espírito Santo a fim de mostrar aos pecadores os seus pecados.

Depois desses serviços de oração, um domingo, à noite, um homem nos bancos da frente e inclinado para o púlpito deu mostras de muito interesse no sermão. Era um viajante e ao mesmo tempo um jogador. Durante o meu sermão o pregador, embora não tivesse planejado fazer um convite para tornar o seu argumento mais forte, disse em voz elevada: “Quem aceitará a Cristo esta noite?” e instantaneamente o homem citado levantou-se e em voz alta e penetrante, disse: “Eu O aceitarei como o meu Redentor”, e sentou-se muito emocionado.

Este jeito produziu um choque elétrico, e o pregador viu que era tempo propício para estender o convite aos inconversos, porque ele não estava ali para pregar só o seu sermão, mas sim para salvar os pecadores. Então disse: “Que outra pessoa está pronta a aceitar a Cristo como seu Salvador pessoal?”

Em todas as partes do salão homens e mulheres se levantaram, aceitando a Cristo como seu Salvador. Entre os que se manifestaram havia um ancião que era coronel, pertencente a uma família que o havia mandado a Chicago, e pagava todas as suas despesas num hotel, porque ele estava se matando com bebidas alcoólicas. Seus parentes não o puderam suportar mais em casa e por isto teve que buscar um alojamento no hotel. Porém essa noite o Espírito Santo tocou em seu coração e ele se converteu verdadeiramente, passando a viver uma outra vida.

R. A. Torrey.

A  REGENERAÇÃO  SE  VERIFICA  NO  INTERIOR

Um dia, certo cristão rico disse a um de seus jovens: “Tiago, suponhamos que eu tome um tinteiro, tape-o hermeticamente, amarre um cordão comprido no seu gargalo, jogue-o ao rio, segurando porém a ponta do cordão, e comece a puxar o cordão para cima e para baixo depois. Quanto tempo necessitaria para limpá-lo bem, por dentro?”

O jovem com um sorriso contestou: “Nunca poderia limpá-lo.

” O chefe tomou isto como uma ilustração a fim de mostrar ao jovem que o batismo nunca pode limpar o homem interior porque isto é obra do Espírito santo. – Sunday School Times.

O  CORAÇÃO  HUMANO

Faz alguns anos, encontrava-se numa exposição de Londres notável pintura. Era um monge em atitude de oração, com suas mãos estendidas para o céu e a cabeça inclinada.

Mas ao nos aproximarmos, e depois de examiná-la com bastante cuidado, vemos que não era mais do que um homem espremendo limão numa caçarola.

Que majestoso retrato, do coração humano! Examinado superficialmente parece ser o centro de todo o bem nobre e feliz do homem; mas em realidade, antes de ser transformado pelo Espírito Santo, é o centro de toda corrupção. “Esta é a condenação porque a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas, porque suas obras eram más.” – Moody.


0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SE INSCREVA Ebaixe este e-book GRÁTIS

Basta compartilhar um dos nossos vídeos

e artigos em sua rede social.

Deus te abençoe e te faça prosperar.